sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Comecim

(iniciozim de 2010)


Sabor mineiro, sabor inteiro, sabor da infância, sabor de muitos-quandos:
Sempre, antes, hoje, mulher-menina dos tempos mais malandros,
Sou quem, quem sou, como quem, como o que sou o que como
Sem-cerimônias (peito de pé sujinho de barro da chuvinha de ontem)
Tem pamonha? Tem sim, senhor!
Tem cafezim? Mas que pergunta, seu moço!
Ué, e tem queijim também, oiaí sô!

E nessas veiazinhas verdadeiras, hereditárias e inteiras, que me fazem ainda mais pessoa-posseira-de-mim vou navegando distraidamente.
Com delícias.

Um comentário:

Débora Poulain disse...

aqui tem cuca, tem,
tem chinéqui, tem,
tem melado fresco, tem,
tem nata pra passar no pão, tem,
tem gosto de infância
lembrança, muro pintado de depois
mas com sabor do que já foi
com o que ainda é
pedaços de mim, do outro, de tudo num só

beijos!